top of page

REVISITAR O TEMPLO INTERIOR

Queridos filhos, na Caminhada da Era de Cristal do dia de hoje, voltamos ao nosso lugar, voltamos à nossa árvore. Qual o significado disso? Voltamos a nos conectar com a terra, a natureza. Nosso planeta precisa ser cuidado de uma nova forma. E essa nova forma depende da abertura de nossa consciência. Essa abertura de consciência vem pela prática sistemática e cuidadosa, porque quem recebe um instrumento e não o utiliza, também não se beneficia.

O significado de voltar ao mesmo lugar, nesse caso nossa árvore nesse parque, é que constantemente precisamos nos voltar para nosso interior, o templo sagrado dentro de nós mesmos. Em nossa Caminhada mensal voltamos para essa frondosa e maravilhosa árvore, que escolhemos como nosso lugar sagrado e o revisitamos. Entretanto, nosso templo sagrado interior está dentro de nosso coração, onde se encontra nossa Luz Primordial, nosso Centro de Criação.

Ao despertar e abrir nossa consciência reconhecemos nosso templo sagrado interior, porque já demos a permissão, desejamos com a vontade, verdade e pureza de nosso próprio coração. Ativado nosso Centro de Criação, iniciamos uma nova criação, de uma nova qualidade que condiz com a Era de Cristal, onde passamos a viver em unidade, harmonia, cooperação e colaboração.

Passamos a reconhecer nossa importância real dentro de um contexto maior, dentro de uma grande rede, a Rede de Conexão Universal, que nasce no chacra cardíaco e a todos conecta. A mesma importância possui a Rede de Comunicação Universal, que nasce no sexto chacra e conecta todos nesse nível, em constante comunicação, passando e recebendo informações.

Na realidade todos os nossos chacras são conectados entre si, dentro do nosso corpo energético individualizado, mas, ao mesmo tempo cada chacra está conectado a todos os vórtices energéticos existentes em todo o universo e formam apenas UM corpo energético universal. Portanto nosso corpo energético não é totalmente individualizado.

O universo de Cristal Líquido Colorido é um grande corpo energético único. Quando vivemos de forma consciente no nosso tempo, nosso lugar, nos reconhecemos, sabemos que somos uma partícula dentro da Unidade totalmente conectada. Não existe separação, não existe divisão. Assim é a qualidade da Era de Cristal, onde se vive em união, cooperação e harmonia.

O templo sagrado, o lugar a se revisitar está no interior de cada Ser.

Em nossa Caminhada da Era de Cristal escolhemos estar diante dessa árvore para nos lembrarmos de quem realmente somos e vivenciarmos essa qualidade da sexta dimensão, onde todos se doam e contribuem para o Todo. Com esse objetivo revisitamos esse lugar mensalmente, mas sabemos que não há necessidade de voltarmos sempre ao mesmo espaço físico. Podemos vivenciar a mesma qualidade em qualquer local onde estivermos.

Sendo conscientes nos lembramos de quem somos, conhecemos nosso objetivo maior, nosso potencial inato que nasce no Centro de Criação, na Luz Primordial.

A Luz Primordial é a centelha, a manifestação do absoluto dentro de todos nós, está na décima segunda dimensão e se mantém sempre viva.

O Absoluto, a Luz Primordial, o EU SOU encontra-se em nosso interior.

Sabemos que nossa Luz Primordial explode e faz brotar nossa fonte-mãe de Cristal Líquido que jorrando abundantemente nos purifica plenamente.

A purificação acontece nos nossos corpos físico, energético e emocional; regenerando, equilibrando e harmonizando todo nosso Ser. Ter consciência de nossa conexão com todos os Seres nos faz viver a qualidade da Unidade na superfície terrestre e assim adentramos a Era de Cristal, ao transcender nossa dualidade.

Sabemos que o cristal líquido que produzimos preenche nosso corpo emocional, purifica e dissolve completamente todo o passado de dor, sofrimento, lembranças e cicatrizes. Esse passado pertence à humanidade e trazemos como memória. Com essa purificação podemos viver em plenitude.

Viver na plenitude de nosso Ser é fazer nascer uma espiral no nosso Centro de Criação que não encontra nenhum desvio, porque não existe mais densidade, não existe mais nenhuma barreira; é criar constantemente Vida, conexão, abertura e clareza de visão. Nosso Ser desperto sabe cuidar de si mesmo e de sua casa, o planeta Terra.

Aqueles seres que ainda não despertaram podem provocar muitos danos por falta de consciência, de conhecimento e de clareza; eles ainda se encontram vivendo a qualidade da dualidade, com conflitos, confrontos, decepções e sofrimento. Não existe mais necessidade de viver essas experiências, porque tem sido oferecido à toda humanidade novos ensinamentos e práticas para o despertar. A escolha dessa nova qualidade de vida depende do livre arbítrio de cada um e de praticar, revisitar e se lembrar.

A prática é revisitar o templo sagrado interior.

Vamos criar esse hábito, manifestá-lo e estar consciente do nosso EU SOU!

Assim é!



-Mensagem canalizada por Gilda Maria Vasconcelos em 16-11-2019.

36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

ANO 2024

Comments


bottom of page